Museu do Mar – Cascais, Portugal

Numa semana de férias em Cascais descobri este museu de entrada gratuita que conta um pouco essa ligação que esta vila sempre teve com o mar, com a pesca e até com a familia real. Recebeu o nome do Rei D. Carlos um apaixonado pela oceanografía, cujas descobertas, utensilios e réplicas do seu barco Amélia, podemos encontrar nas várias salas de este pequeno museu. Foi uma agradável surpresa e um excelente plano para ir em familia.
 
In a week’s holiday in Cascais we discovered this free entrance museum that tells a little about the connection that this town has always had with the sea, with fishing and even the royal family. Received the name King D. Carlos passionate about oceanography, whose findings, utensils and replicas of his Amelia boat, we can find in several rooms of this small museum. It was a pleasant surprise and an excellent plan to go on family.

Continue a ler “Museu do Mar – Cascais, Portugal”

Praia da Duquesa – Cascais, Portugal

A Praia da Duquesa é outra das que me diz muito, onde também passei muitos dias de Verão a tomar banho nas suas águas cristalinas. Fica no centro de Cascais a poucos minutos a pé da Estação de comboios e com um pequeno estacionamento. Ao lado está a Praia da Conceição que quando a maré está baixa faz com que seja apenas uma, no meio está o elegante Chalet Faial.
The Duquesa (Duchess) Beach is another that tells me a lot, where I also spent many summer days to bathe in its crystalline waters. It is in the center of Cascais just a few minutes walk from the train station and  has a small parking lot. Next door is the Praia da Conceição that when the tide is low makes it just one and in the middle is the stylish Chalet Faial.

Continue a ler “Praia da Duquesa – Cascais, Portugal”

Praia Conde da Azarujinha – Estoril, Portugal

Para além da Praia da Poça (ver post aqui), a Azarujinha era a outra praia da minha infância e da adolescência, do primeiro amor de Verão e de uma aparatosa queda que dei no paredão quando era mais nova. É por isso um lugar especial, uma praia que cada dia vejo mais pequena e com menos areia, com menos caras conhecidas como era naquele tempo em que antes de estender a toalha já tínhamos dado beijinhos a metade dos que lá estavam.

In addition to the Praia da Poça (see post here), the Azarujinha was the other beach of my childhood and adolescence, first summer love and a big fall fram the sidewalkwhen I was younger. That’s why it is a special place, a beach that every day I see smaller and with less sand, with less familiar faces as it was at that time that before extending the towel had already given kisses half of those who were there.

Continue a ler “Praia Conde da Azarujinha – Estoril, Portugal”

House of Wonders – Cascais, Portugal

16670916604_831ef48f5a_b

Conhecemos a House of Wonders o ano passado e é um daqueles lugares que fazia falta em Cascais, uma casa com varios ambientes que é uma Galeria e restaurante. Excelente para beber um sumo natural com vista para a vila desde o seu rooftop decorado com sofás feitos de paletes. Para os que vão com fome podem aproveitar escolher qualquer prato da sua carta em grande parte natural com sopas, quiches, saladas, tapas, etc..

We discovered the House of Wonders last year and is one of those places that was needed in Cascais, a house with several rooms which is a gallery and restaurant. Excellent to drink a natural juice overlooking the village from its rooftop decorated with sofas made of pallets. For those who go hungry can choose any dish from their menú in large part with natural soups, quiches, salads, tapas, etc ..

Continue a ler “House of Wonders – Cascais, Portugal”

Praia do Tamariz – Estoril, Portugal

13961254444_224be37ae0_h
As praias onde passava todo o meu Verão eram a da Poça ou a da Azarujinha, de vez em quando fazíamos essa caminhada extra para chegar ao Tamariz porque o seu areal era muito mais extenso. Hoje continua a ser uma das mais bonitas da linha com o Chalet Barros de um lado e o bonito edificio das piscinas privadas (o amarelo) do lado oposto.
The beaches where spent all my summer were the Poça or Azarujinha, occasionally we did that extra walk to get to Tamariz beach because it was much more extensive. Today it remains one of the most beautiful beaches in the Cascais area with Chalet Barros on one side and the beautiful building (yellow one) of private pools on the opposite side.

Continue a ler “Praia do Tamariz – Estoril, Portugal”

Pasteleria Garrett – Estoril, Portugal

Cada dia vejo posts noutros blogs sobre novos restaurantes, cafés ou pastelarias que abrem aqui e a ali prometendo ser o novo sitio da moda e quando entrei na pastelaria Garrett no Estoril comecei a pensar um pouco sobre o meu próprio blog e se deveria escrever mais sobre os sitios da moda ou sobre os que sobrevivem ás modas e se tornam lugares obrigatórios. Abriu as suas portas em 1934 e com Estoril no seu apogeu tornou-se na pastelaria de referência para os lanches das senhoras finas da linha.
Every day I see posts in other blogs about new restaurants, cafes or bakeries that open here and there promises to be the new site of fashion and when I entered the pastry Garrett at Estoril I started thinking a bit about my own blog and if I ought to write more about fashionable new places or those that survive through time and become mandatory places. Opened its doors in 1934 and Estoril at its peak in the pastry has become a reference for the tea time of fine ladies from the area.

Continue a ler “Pasteleria Garrett – Estoril, Portugal”

Paredão – Cascais, Portugal

Uma das melhores maneiras de conhecer as praias da linha Estoril-Cascais é dar um passeio pelo seu paredão á beira-mar. São aproximadamente três quilómetros e o percurso começa (ou acaba) em São João do Estoril a partir da Praia do Conde da Azarujinha, passando por várias outras como a da Poça, Tamariz, Moitas, da Conceição e termina na Praia da Rainha.
One of the best ways to visit the beaches of Estoril-Cascais is take a walk through it walk in the seaside. There are approximately three kilometers and the journey begins (or ends) in São João do Estoril from the Conde Azarujinha beach through several others like the Poça, Tamariz, Moitas, of Conceição and ends at Rainha’s beach.

Continue a ler “Paredão – Cascais, Portugal”

SOMOS UM REGALO – CASCAIS, PORTUGAL

Todos acham que quando venho a Portugal a primeira comida da qual quero matar saudades é o bacalhau (cozinhado das mil maneiras que somos capazes de o fazer) a verdade é que o que realmente quero comer assim que chego é um frango assado na brasa e os meus favoritos são os da Guia mais pequenos mas muito saborosos. Somos um Regalo é um restaurante que já conhecia em Sintra mas o de Cascais foi uma descoberta porque fica mais perto da nossa “casa”.
Everyone thinks that when I come to Portugal the first food of which I miss is killing cod (cooked the thousand ways we are able to do so) the truth is that what we really want to eat it so I get a roast chicken on the barbecue and my favorites are the Guia smaller but very tasty. We are a real treat is a restaurant that knew in Sintra but Cascais was a breakthrough because it is closer to our “home“.

Continue a ler “SOMOS UM REGALO – CASCAIS, PORTUGAL”

Rua Direita – Cascais, Portugal

Agora é a Rua Frederico Arouca mas para os que aqui vivem nunca deixará de ser a Rua Direita. É fácil identificá-la, é a rua pedonal de Cascais mais movimentada. Antes de haver shoppings quando queríamos ir ás compras esta rua era o “centro comercial” que visitávamos. E no Verão, íamos em familia ao Tchipepa comer um gelado ou ao famoso Santini (que ficava numa paralela a esta rua).
Now is the Rua Frederico Arouca but for those who live here never cease to be the Rua Direita (Right Street). It is easy to identify it, is the busiest pedestrian street in Cascais. Before there were malls when we wanted to go shopping this street was the “centerpiecewe visited. And in the summer, we would go to Tchipepa to get ice cream or to the famous Santini (which was in a parallel to this street).

Continue a ler “Rua Direita – Cascais, Portugal”

eat: O FIORDE – TIRES, PORTUGAL

É sempre bom voltar a um sitio onde tu tens uma história conjunta. Cresci visitando o Fiorde nos almoços de Domingo, a comer a picanha e as farófias, ou arroz do pato e o leite creme. Lembro-me do primeiro dono, de como sempre vinha á mesa perguntar se estava tudo bem, dos empregados que te contavam a história da sua vida e de um pouco de esse legado que vai resistindo aos tempos que sendo de crise, são fatais para muitos sitios como este.
 
It’s always nice to come back to a place where you have a joint history. I grew up visiting the Fiorde on Sunday lunches, eating the “picanha” steak and Farófias, duck  rice and the “leite creme” (custard). I remember the first owner, how often he came to the table to ask if everything was okay, employees who told you the story of their lifes and a bit of that legacy is  resisting in these times of crisis, that are fatal to many places like this.

Fica na zona de Tires, numa rua escondida e foi o meu pai que trabalhava na zona que o descobriu há muitos anos atrás, ainda hoje vamos para matar saudades sabendo que as caras são outras mas a comida não perdeu o toque que tinha. São muitos os pratos que gostamos comer aqui, mas começo pelas entradas que sem pedir nada de especial já são muito boas, as azeitonas temperadas, o pão saloio e um queijo ao qual é impossível resistir. Depois há quem goste muito da alheira, o arroz de pato é uma especialidade e sou fã da picanha, nunca falha. Para os que gostam dos pratos mais típicos como aconteceu na nossa mesa, pediram cabrito e enguias.
Temos que guardar espaço para uma sobremesa, as farófias vêm em generosas porções e mantém-se a consistência na sua qualidade mas o favorito é o leite creme que o antigo dono se orgulhava de ter um dos melhores do país.
 
It is in the Tires area on a hidden street and it was my father who worked in the area who discovered it many years ago, today we go to relive memories knowing that there other people but the food has not lost the touch he had. There are many dishes that we like to eat here, but the starters they put on the table without asking for anything special are already very good, olives seasoned, “saloio” bread and cheese which is impossible to resist. Then there are those who like a the “alheira” (a meat sausage), duck rice is a specialty and I’m a fan of the “picanha” steak, never fails. For those who enjoy the most typical dishes like what happened at our table, they ordered the “cabrito” (lamb) and eels.
We have to save room for a dessert, the Farófias come in generous portions and keeps up the consistency in quality but the favorite is the custard that the previous owner took pride in having one of the best in the country

Enguias

Picanha

Farófias
 
Leite Creme

Website: https://www.facebook.com/pages/Restaurante-O-fiorde/372399589461186
Morada: Largo dos Duartes

Our guide of:
http://hojeconhecemos.blogspot.com.es/2001/01/guia-de-cascais.html