GALERIES ROYALES ST. HUBERT – BRUXELAS, BÉLGICA

Para mim uma das curiosidades de Bruxelas foi a quantidade de centros ou galerias comerciais que se criaram em passagem dentro de prédios. É uma maneira interessante de atravessar uma rua sem ter que ir dar a volta a um quarteirão, é mais abrigado e ainda para mais podemos ver montras.
Estas em particular foram construídas com o objectivo de dar uma passagem alternativa ás ruas sinuosas e ruidosas da cidade. Neste caso o luxo está presente não só no seu trabalho de arquitectura como também no tipo de lojas que oferece.
For me one of the curiosities of Brussels was the number of centers or shopping arcades that were created in the passage within buildings. It’s an interesting way to cross the street without having to go around a city block, is more sheltered and mostly we can see the shop windows.
These in particular were built with the aim of providing an alternative passage winding streets and noisy city. In this case the luxury is present not only in his architectural work but also the types of stores that it offers.

Continue reading “GALERIES ROYALES ST. HUBERT – BRUXELAS, BÉLGICA”

Anúncios

GRASMARKT – BRUXELAS, BÉLGICA

Também conhecida pela Rue du Marché Aux Herbes é uma animada rua comercial que fica a dois passos da Grand Place.
Aqui não encontramos as Zaras nem as H&M, as lojas são mais pequenas mas muito apelativas. Há também alguns restaurantes na rua e claro não podiam faltar as chocolatarias que vendem os famosos chocolates da região.
Also known by the Rue du Marché aux Herbes is a lively shopping street which is within walking distance of the Grand Place.
Here we won’t find the Zaras or the H&M the stores are smaller but very appealing. There are also a few restaurants on the street and of course one could not miss the famous chocolatiers selling the chocolates in the region
.

Continue reading “GRASMARKT – BRUXELAS, BÉLGICA”

sleep: NH ATLANTA – BRUXELAS, BÉLGICA

Para passar uma noite em Bruxelas escolhemos o hotel NH Atlanta na Boulevard Adolf Max que ficava a uns dez minutos a pé da famosa Grand Place. Na realidade não podemos falar muito sobre este hotel porque ficámos muito pouco tempo hospedados, chegámos da estação de comboios deixámos a mala e fomos conhecer a cidade.
 
To spend a night in Brussels we chose the NH Atlanta on the Adolf Max Boulevard which was about ten minutes walk from the famous Grand Place. In reality we can not talk much about this hotel because we stayed for a short time, we reached the train station we left the suitcase there and went around the city.

O nosso quarto era grande e confortável, não gostei muito da decoração do hotel mas não seria por isso que eu deixaria de ficar aqui outra vez. Como a cadeia é espanhola na recepção sempre há alguém que fala o idioma se bem que para os que falam inglês por exemplo é indiferente, suponho que os espanhóis valorizem muito mais este aspecto.
O quarto ficou por 70€ a noite e sem pequeno-almoço, como fica numa rua de comércio e restaurantes encontrámos com facilidade um sitio barato para comer.
 
Our room was large and comfortable, I did not like the decor of the hotel but it would not give us a reason not to stay here again. As the chain is spanish in the reception there is always someone who speaks the language well to those who speak English for example it does not matter, I suppose the Spaniards value more this aspect.
The room was € 70 per night without breakfast, as is a street of shops and restaurants easily found a place to eat cheap.
 
 

Website: http://www.nh-hotels.com/nh/en/hotels/belgium/brussels/nh-atlanta-brussels.HTML

Our Guide:

AUX ARMES DES BRUXELLES – BRUXELAS, BÉLGICA

A Rue des Bouchers é talvez a mais conhecida de Bruxelas para encontrar um restaurante e comer as famosas “moules” (mexilhão), como em tudo tem pontos positivos e pontos negativos. A estreita rua enche-se de turistas e os restaurantes expõem nas suas montras o seu marisco, colocando empregados a “venderem” a ementa. Não começamos bem, diz a regra que se tem que te chamar para comer é porque alguma coisa se passará…
The Rue des Bouchers is perhaps the best known from Brussels to find a restaurant and eat the famous “moules” (mussels), as in everything it has positives and negatives. The narrow street is filled with tourists and restaurants display in the Windows their seafood, putting their employees to “sell” the menu. This did not start well, the rule says that if one has to call you to eat it’s because something is wrong …

Continue reading “AUX ARMES DES BRUXELLES – BRUXELAS, BÉLGICA”

MANNEKEN PIS – BRUXELAS, BÉLGICA

Também conhecido por Petit Julien, o Manneken Pis é um fenómeno e um símbolo da Bélgica. A verdade é que custa a acreditar que uma escultura de pouco mais de 30cm de um menino a fazer xixi pudesse ter tanto impacto na cultura de um país. E digam o que disserem sobre o seu tamanho a verdade é que uma vez em Bruxelas é indispensável vê-lo pelo menos uma vez.
Also known as Petit Julien, the Manneken Pis is a phenomenon and a symbol of Belgium. The truth is that is hard to believe that a sculpture of a little more than 30cm from a boy making pee could have such impact on the culture of a country. And say what you will about his size the truth is that once in Brussels it’s essential to see him at least once.

Continue reading “MANNEKEN PIS – BRUXELAS, BÉLGICA”

Grand Place – Bruxelas, Bélgica

Na fase de planeamento da nossa curta viagem á Bélgica (mais para ver os mercados de Natal) fomos ouvindo várias opiniões que diziam que Bruxelas não tinha grande interesse (“É feia” – ouvi até) e para nos centrarmos em Bruges e Ghent. Tenho cá para mim que não há cidades feias ou desinteressantes mas sim experiências dentro delas que marcam a nossa opinião. Bruxelas é uma cidade bonita, á sua maneira e a percepção de beleza vai da mão (e do olhar) de cada um.

At the planning stage of our short trip to Belgium ( to see the Christmas markets) we were listening to various opinions that said Brussels had no great interest (“It’s ugly” – I heard) and we focus in Bruges and Ghent. I have to myself that there are no ugly cities or uninteresting but experiences within them that mark our opinion. Brussels is a beautiful city, in it’s own way and the perception of beauty goes of the taste (and look) of each individual.

Continue reading “Grand Place – Bruxelas, Bélgica”