Pieminister – Oxford, Inglaterra

Se vens a Inglaterra tens que comer as suas tartes salgadas, se vens a Oxford eu diría que tens que experimentar o Pieminister.  E porquê? Porque podes fazer até uma degustação de tartes se vais com mais gente porque o conceito gira á volta de vários sabores e combinações, em tamanhos mais razoáveis que depois podes combinar com acompanhamentos á escolha. Tudo num ambiente descontraído numa sala pequena de mesas corridas e mais tranquilo do que talvez os seus outros restaurantes como em Londres.

If you come to England you have to eat its salty pies, if you come to Oxford I would say you have to try Pieminister. It’s because? Because you can even make a tart tasting if you go with more people because the concept revolves around various flavors and combinations, in more reasonable sizes that you can then combine with accompaniments of your choice. All in a relaxed atmosphere in a small room of tables and quieter than perhaps its other restaurants in London.

Continue a ler “Pieminister – Oxford, Inglaterra”

Hereford Road – Londres, Inglaterra

A este restaurante fomos com amigos que vivem em Londres, foi talvez o mais caro que experimentámos quando visitámos a cidade mas o que representasse melhor a actual cozinha inglesa onde a proteína principalmente o produto de caça são o centro das atenções. O seu interior tem uma decoração simples mas cuidada e quando entras o primeiro que vês é a cozinha.

At this restaurant we went with friends who live in London, it was perhaps the most expensive we experienced when we visited the city but the one that represented best the current English cuisine where protein mainly the game product are the center of attention. Its interior has a simple but neat decoration and when you enter the first one you see is the kitchen.

Continue a ler “Hereford Road – Londres, Inglaterra”

Borough Market – Londres, Inglaterra

Este mercado era um dos que estava na nossa lista de lugares a visitar, só nos arrependemos foi de o ter “encaixado” numa hora que não era a das refeições principais acabando por não ter a experiencia completa o que foi uma pena. O que mais gostámos foi que nos pareceu bastante genuíno que continua a manter o seu mercado tradicional com os produtos frescos ao qual se junta as bancadas de comida gourmet e até alguns artistas como Richard Bramble cuja loiça com motivos marinos é já muito conhecida.

Continue a ler “Borough Market – Londres, Inglaterra”

Yauatcha – Londres, Inglaterra

O Yauatcha foi uma recomendação de uma amiga antes de viajar a Londres que nos disse que era o melhor sitio para comer dim sum e decidimos ir ao que está no Soho na Broadwick street. Tem dois pisos e como fomos a um dia de semana fora dos horários normais de muita gente conseguimos logo mesa mas no piso de baixo onde podemos ver a cozinha. A decoração é moderna e talvez um pouco escura para o nosso gosto mas a excelente qualidade do dim sum vale mesmo a pena a visita e não é tão caro como pode parecer.

The Yauatcha was a recommendation from a friend before traveling to London, she told us it was the best place to eat dim sum and we decided to go to the one that is in Soho on Broadwick street. It has two floors and as we went on a week day out of the crowded hours we got a table right away but downstairs where we could see the kitchen. The decor is modern and maybe a bit dark for our taste but the excellent quality of the dim sum is worth the visit and not as expensive as it may seem.

Continue a ler “Yauatcha – Londres, Inglaterra”

Millenium Bridge – Londres, Inglaterra

Quisémos atravessar a mítica ponte do filme de Harry Potter (e o Enigma do Principe), desenhada por Norman Foster e criada para conectar as duas margens do rio Tâmisa, apenas para uso pedonal. Quando caminhas por ela não consegues ter a visão total do belo trabalho de design da ponte e foi por isso que chegando á margem sul fomos até ao piso panorâmico do Tate Modern. No ponto oposto está a Catedral de S. Paul que foi de onde saímos para atravessar a ponte.

We wanted to cross the mythical bridge of the Harry Potter film (and the Prince’s Enigma), designed by Norman Foster and created to connect the two banks of the Thames, for pedestrian use only. When you walk through it you can not get the full view of the beautiful design work of the bridge and that is why arriving to the south bank we went to the panoramic floor of the Tate Modern. At the opposite point is the St. Paul’s Cathedral which was where we left to cross the bridge. Continue a ler “Millenium Bridge – Londres, Inglaterra”

Patty & Bun -Londres, Inglaterra

Tinha visto recomendações na TimeOut sobre o Patty&Bun, falam de um dos melhores hamburguers da cidade de Londres e sentimos a obrigação de os provar. Fomos ao que está na James Street e estava cheio, gente fora á espera alguns já com um ar desesperado como no nosso caso estamos a falar de uma mesa para dois conseguimos rapidamente entrar na sua pequena sala com pouco mais de trinta lugares sentados. E quando provas os hamburguers entendes porque é que há fila fora…valem mesmo a pena.

I had seen recommendations on TimeOut about Patty & Bun, they spoke about one of the best burgers in the city of London and we felt obliged to taste them. We went to the one on James Street and was full, there were people outside waiting witha desperate look in their faces but as in our case we are talking about a table for two we could quickly enter their small room with just over thirty seats. And when you taste the hamburgers you understand why there is queue outside … it’s quite worth it.

Continue a ler “Patty & Bun -Londres, Inglaterra”

Georgian Garden – Bath, Inglaterra

22231678046_2ee8b11823_h

Tenho uma imensa curiosidade em conhecer uma casa de Bath por dentro, em especial as do The Circus ou do Royal Crescent. Enquanto caminhávamos pela Royal Avenue justamente nas traseiras das casas de The Circus, uma seta indicava a direção de um jardim da época Georgiana, não era um interior de uma casa mas já era algo. Parecia uma daquelas grandes descobertas, um lugar secreto que não estava a ser explorado por mais ninguém, era o jardim do Nº4 que foi remodelado em 1985.

I have an immense curiosity to know a Bath house on the inside, especially at The Circus and the Royal Crescent. As we walked by the Royal Avenue just to the rear of the house of The Circus, an arrow indicating the direction of a garden of the Georgian era, it was not the inside of a house but it was a start. Looked like one of those great discoveries, a secret place that was not being exploited by anyone else, it was the garden of # 4 that was refurbished in 1985.

Continue a ler “Georgian Garden – Bath, Inglaterra”