do: PALÁCIO EL PARDO – MADRID, ESPANHA

O Palácio está na zona do Monte de El Pardo uma zona de arvoredo utilizada pelas várias familias reais caçar. Tal como a Zarzuela, o El Pardo começa por ser um pavilhão de casa utilizado poucas vezes ao ano e apenas para alojar o rei e o séquito que o acompanhava a caçar. Hoje serve para receber figuras importantes (tanto políticas como de outras familias reais) que em vez de ficarem hospedadas num hotel ficam ali.

The Palace is in the Monte de El Pardo, an area surrounded by trees used to hunt by generations of royal families. Like Zarzuela, El Pardo is built as a hunting pavillion used for a short períod of time and only by the king and those that came with him to hunt.
Today it’s used to receive importante people (from politics to royal families) that instead of staying in a hotel stay here.

Há dois anos atrás vim parar ao Palácio de El Pardo por acaso, tinha seleccionado no GPS o palácio incorrecto numa visita a Madrid com os meus pais e vim parar a este. Ainda saímos do carro tirámos algumas fotografias e nada mais, ficou no entanto na lista de lugares a visitar que só agora tive oportunidade de o fazer.
Primeiro dei uma volta pelo jardim, ainda é grande e por isso não o visitei todo, estava interessada em conhecer o seu interior.
No exterior do palácio podemos ainda ver o fosso que foi construído na época medieval e o grande impulsionador foi o rei D. Carlos I (o filho de Joana a Louca e neto dos Reis Católicos). Segundo o guia o palácio rectangular é na realidade a junção de dois palácios quadrangulares, o primeiro de origem medieval construído no século XVI e o segundo no século XVIII.

Two years ago I came to this palace by chance, I had selected on my GPS the wrong palace while I was visiting Madrid with my parents and ended up here. We did got out of the car took some pictures and nothing more, I did put it our list of places to visit but only now I had the chance to do it.
First I took a stroll around the garden, it is still quite big so I didn’t see verything, I was more interested on what was inside.
Outside the palace we can see the ditch or moat built in the medieval time and king Charles I (Juana La Loca’s son and grandson of the Catholic kings) was the one that ordered it’s building. According to our tour guide the rectangular palace is actually the sum of two squared palaces, the first of medieval origins built in the XVI century and the second in the XVIII.

A entrada custa 9€ e é sempre feita com guia, além disso é feita de hora em hora o que significa que se chegar ás 14h30 por exemplo tem que esperar até ás 15h para entrar. Não se pode tirar fotos por isso só tenho do exterior, deixo no entanto o link do site oficial (no final do post) onde há algumas fotos como a do escritório de Franco. 
A visita é muito informal, eu nem chamaria guia na realidade eles acompanham-nos nas visitas contam alguns factos mas não actuam como os guias tradicionais (pelo menos o nosso não).
Segundo o mesmo, as visitas vão alterando á medida que algumas salas são recuperadas e outras fechadas para recuperar. Pelo o que percebi a grande atracção do palácio é o facto de Franco ter vivido aqui cerca de 35 anos. Ele ocupou o palácio após a guerra civil espanhola e fez alterações para que servisse de residência oficial assim como seu local de trabalho. Uma das salas mais impressionantes é sem dúvida a do seu escritório onde está um pequeno retrato da rainha Isabel Católica.

The entrance fee is 9€ and it’s always with a guide, besides that it made every hour so if you arrive at 2.30pm you will have to wait until 3p.m. to get in. Also inside you can’t take pictures only on the outside, so in the end of the post you will find a link to the official page where you can find some photos like the one from Franco’s office.
The visit is quite informal, I wouldn’t say he was a guide in reality they take you from room to room telling you a couple of facts about what you are seeing but they don’t act like a normal guide.
According to him, visits change as rooms are being recovered and other closed. From what I could understand most of the people come here because Franco lived 35 years in this place. He came here after the end of the spanish civil war and made some changes so it would be is official house as his workplace. One of the most impressive rooms is in fact his office where you can also see a small portrait of Queen Elizabeth of Castile, known as the Catholic queen. 

Fora da zona do palácio e um pouco mais á frente está a Casita do Principe, construída em XVIII como casa de campo da familia real.

Outside the palace area and bit foward you can see the Casita do Principe (the Prince’s house) built in the XVIII century has a country home for the royal family.

Our guide of:
see also:

Palácio do Infantado – Guadalajara, Espanha

Hoje conhecemos…o Palácio do Infantado em Guadalajara. Estava um dia excelente para um passeio e escolhemos esta cidade que fica a uns 65km de Madrid. Havia muito para ver mas como ainda queríamos ver outra cidade ali perto acabámos por fazer o percurso desde o Palácio del Infantado subindo a Calle Mayor, onde parámos para almoçar no A Feira. Continue a ler “Palácio do Infantado – Guadalajara, Espanha”

Jardim de Sabatini – Madrid, Espanha

É um dos jardins mais visitados de Madrid, talvez porque esteja mesmo ao lado do Palácio Real.

Em termos de dimensão não é muito grande e creio que tem tido pouco investimento já que se nota quando por ele andamos que em alguns aspectos está descuidado. Em tempos de crise creio que é normal, desligam-se as fontes, poupam-se na manutenção, ainda assim não deixa de ser um belíssimo jardim, bom para passear e para relaxar nos bancos que nele se espalham.

Continue a ler “Jardim de Sabatini – Madrid, Espanha”

Palácio Real – Madrid, Espanha

Um dos principais monumentos da cidade de Madrid é o seu Palácio Real. Está classificado como residência oficial dos Reis de Espanha embora actualmente, o Rei D. Juan Carlos e a sua familia não vivam aqui. Mantém este título porque as recepções mais importantes continuam a ter lugar neste magnifico Palácio.
One of the main monuments of the city of Madrid is its Royal Palace. It is classified as the official residence of the Kings of Spain although currently, King Juan Carlos and his family do not live here. It still holds this title because the most important receptions continue to take place in this magnificent Palace.

Continue a ler “Palácio Real – Madrid, Espanha”

REALES ALCAZARES – SEVILHA, ESPANHA

Hoje conhecemos…os Reales Alcazares de Sevilha. Este agrupamento de edificios palacianos acaba por revelar uma interessante mistura de arquitecturas e culturas, como por exemplo a construção árabe e gótica, passando depois por reformas que lhes conferem detalhes barrocos e renascentistas.
Entrámos pela Puerta del León que antes se chamava de la Montería.
Today we have discovered … the Reales Alcazares of Seville. This group of palatial buildings ends up revealing an interesting mix of cultures and architectures, such as Arabic and Gothic construction, then after, it’s reforms give Baroque and Renaissance details.
We entered the Puerta del León formerly called de la Monteria.

Começamos a visita pelo Palácio de Pedro I, que ganha o nome do Rei que promoveu a sua construção no século XIV.
Entramos depois no Pátio de las Doncellas e aqui sentimos as raízes árabes que fazem parte da cultura andaluza. A riqueza e o detalhe dos arcos são realmente dignos de contemplação.

We started to visit the Palace of Pedro I, who earns the name of the King who promoted its construction in the fourteenth century.
Entered later in the Patio de las Doncellas and here we feel the arabic roots who are part of Andalusian culture. The richness and detail of the arches are really worthy of contemplation.

Passamos depois pela Sala dos Embaixadores onde vemos uma maravilhosa cúpula. Mas igualmente impressionante é o trabalho e o detalhe de cada parede que tem três arcos “califales”acabam por ligar duas salas, a dos Embaixadores e a dos Pavones.

We then go the Hall of Ambassadors where we see a beautiful dome. But equally impressive is the work and detail of each wall that has three arches califales” eventually connect two rooms, the Ambassadors and the Pavones (Peacock).

Chegamos depois aos fantásticos jardins dos Reales Alcazares. Digo “jardins” porque há vários, desde o Inglês passando pelo de Los Poetas ao de La Alcubilla.
Um dos mais bonitos é o jardim de Mercúrio, que como o nome indica tem no meio de uma pequena fonte uma estátua do Deus Mercúrio.

We arrived after to the fantastic gardens of the Reales Alcazares. I say “gardens” because there are many, from the English through the Los Poets and the La Alcubilla.
One of the nicest is the garden of Mercury, which as the name suggests has in the middle of a small fountain a statue of the God Mercury.



A parte interessante é que a maior queda de água nesta fonte vinha de cima do palácio. E por trás da fonte de Mercúrio está a Galeria del Grutesco, que na parte de cima funciona como um miradouro para ver os belos jardins e nas suas paredes, arcos que emolduram pinturas de figuras e fábulas mitológicas.

The interesting part is that the biggest drop of water in this fountain was coming from above the palace. And behind the Mercury‘s fountain there is the Gallery del Grutesco that top parts is a lookout to see the beautiful gardens and its walls, arches that frame paintings of mythological figures and fables.

Our guide of:
http://hojeconhecemos.blogspot.com.es/2001/11/guia-de-sevilha.html