THONG – MADRID, ESPANHA

O Thong é um dos poucos restaurantes chineses – sem ser os de buffet asiático – que conheço em Madrid, aliás no centro é o único e o outro é um perto do bairro onde vivemos. Estranhei a pergunta á entrada de se tínhamos reserva, fomos a um domingo desses que muitos preferem ficar em casa porque chove e a verdade é que ao entrar no restaurante estava vazio mas em pouco mais de quinze minutos encheu. Vêm pela boa comida e serviço correto.

The Thong is one of the few Chinese restaurants without being the Asian buffet I know in Madrid, actually in the city centre it’s the only one and the other is near the neighborhood where we live. Strangely upon arrival we were asked if we had reservations, we went on a Sunday on of those many would prefer to stay at home because it was raining and the truth is that on entering the restaurant it was empty but in just over fifteen minutes filled. They come for good food and correct service.

Para começar, crepes ou como se diz por aqui “rollitos de primavera”, recheio razoável e massa estaladiça, não foram os meus favoritos porque lhes faltam mais sabor. Para compensar veio o melhor prato do almoço: tiras de frango crocante com sésamo (pollo crujiente con sésamo), muito saboroso mas obriga a comer rápido porque depois perde a graça. Gambas agridoces que tinham a vantagem de ter um boa fritura e o Caril de frango que parece ser um dos pratos mais procurados para além do Pato á Pequim. Não pedimos sobremesa e ainda assim a conta ronda 20€ por pessoa, tem qualidade mas o preço não me pareceu muito “chinês”.
For starters, crepes or as we say here “Rollitos Primavera” (Spring rolls) with a reasonable filling and crunchy dough, were not my favorite because they lacked more flavor. To compensate came the best plate of our lunch: crispy chicken strips with sesame (pollo con crujiente sesame), very tasty but requires eating fast because then loses its charm. Gambas Agridoce that had the advantage of having a good fry and chicken curry that seems to be one of the most popular dishes in addition to the Duck of Beijing (Pato á Pequim). We did not ordered dessert and yet the bill was around 20 € per person, has quality but the price did not seem very “chinese”. 

Morada: Calle de López de Hoyos 14
Metro: Gregorio Marañon ou Ruben Dario

Our Guide of:
http://hojeconhecemos.blogspot.com.es/p/madrid.html

JOE’S SHANGHAI – NOVA IORQUE, EUA

Este restaurante ficará para sempre na nossa memória como uma das experiência mais autênticas que tivémos em Nova Iorque. Foi recomendado por amigos e é realmente muito bom, tanto que nem reparas na decoração (ou falta dela), qualquer mesa com cadeiras livres é onde te pode sentar na realidade ficámos numa com três grupos de pessoas diferentes, uma mãe com os seus dois filhos pequenos (que comeram “dumplings” como nunca vi), um casal de chineses com a sua filha e dois amigos especialistas na carta do Joe’s Shanghai porque os vi comer coisas que nem conseguia identificar.
 
This restaurant will forever be in our memory as one of the most authentic experiences we had in New York. It was recommended by friends and it’s really good, so that you do not notice the decor (or lack of it), any table with a free chair is where you can sit in fact we were with three different groups of people, a mother with her two small children (that ate dumplings” like I never seen), a couple of Chinese with his daughter and two friends experts in the Joe’s Shanghai menú because I saw them eat things that could not even identify.

Uma coisa é certa: queríamos provar os dumplings e foi o primeiro que pedimos. Estava óptimos e percebemos a fama do Joe’s Shanghai, no cesto estavam oito e foi muito complicado conseguir comer mais depois. Mas já não havia volta atrás, vieram depois oito guiozas que por ser um dumpling foi complicado identificar na imensa variedade que aqui oferecem e nem vale a pena perguntar aos empregados que na sua grande maioria não fala em inglês (ou não se esforçam…não percebi).
Por último e já a desejar não ter pedido mais comida porque estavamos já bastante satisfeitos, chegaram as gambas fritas e picantes igualmente boas. Um dos seus pratos mais famosos é a sopa de dumplings que foi o que vimos muita gente comer.
No final jantámos por trinta três dólares já com a gorjeta.
 
One thing is certain: we wanted to taste the dumplings and it was the first we ordered. It was great and we realized the fame of Joe’s Shanghai, the basket had eight and it was very complicated to eat more after. But there was no turning back nowthen came the eight guiozas and because they were dumplings it was difficult to identify them in the immense variety that they offer here and it’s no solution asking to employees who mostly do not speak English (or don’t try to…I did get it).
Finally and already wishing we did not order more food because we were already quite satisfied the fried and spicy prawns arrived, they were equally good. One of his most famous dishes is the dumplings soup that was what we saw many people eat.
At the end we had dinner for thirty three US dollars already with the tip.
 
 
 

Morada: Pell Street 9 (Chinatown)
Metro: Grand St ou Canal St.

 

Our guide of:
http://hojeconhecemos.blogspot.com/2001/05/guia-de-nova-iorque.html

Calle Alfonso I – Zaragoza, Espanha

A Calle Alfonso I, é uma rua pedonal que junta a Calle del Coso á Praça Nossa Senhora de Pilar (onde está a famosa Catedral).  E de facto é uma das cúpulas da Catedral que se vê ao fundo da rua que lhe dá maior encanto. O nosso hotel ficava ali perto e a nossa estadia na cidade era de passagem, mas tendo estado nela antes nunca tinha andado por esta rua e como me arrependo agora. Tem lojas, restaurantes e cafés com esplanadas, bastante gente na rua e a tal vista para uma das catedrais mais bonitas que já vi.

Continue a ler “Calle Alfonso I – Zaragoza, Espanha”