Calle Alfonso I – Zaragoza, Espanha

A Calle Alfonso I, é uma rua pedonal que junta a Calle del Coso á Praça Nossa Senhora de Pilar (onde está a famosa Catedral).  E de facto é uma das cúpulas da Catedral que se vê ao fundo da rua que lhe dá maior encanto. O nosso hotel ficava ali perto e a nossa estadia na cidade era de passagem, mas tendo estado nela antes nunca tinha andado por esta rua e como me arrependo agora. Tem lojas, restaurantes e cafés com esplanadas, bastante gente na rua e a tal vista para uma das catedrais mais bonitas que já vi.

Gostei do carrinho de “Perritos Bravos” ou cachorros quentes, que se estivesse em Nova Iorque ou outra cidade norte-americana estaria cheio, mas ali nem por isso, talvez mais tarde quando os que saiam dos bares e da “movida” á volta decidam comer um para apaziguar o estômago. Passamos pelo emblemático Gran Café de Zaragoza, com o seu exterior e interior carregado de história e algum requinte devo dizer.  E os mais pequenos obrigam a uma paragem na loja da Disney com as suas sempre animadas montras que até a mim me dão vontade de entrar e sentir-me com 5 anos outra vez.

Tínhamos fome e encontrámos o Sakura, não queríamos nem tapas nem pinchos, por isso escolhemos este japonês/chinês cujo nome trazia lembrança de um dos nossos restaurantes japoneses favoritos de Portugal. Á entrada um cartaz anuncia o “buffet libre”, significa que não será por isso um japonês puro e duro, mas uma mistura com chinês. Entrámos para espreitar e já não saímos. É um conceito que está na moda não há dúvida, com a ascensão da cozinha japonesa e a queda da chinesa, mas este foi dos melhores que vi dentro desse esteriótipo. Primeiro pela decoração interior, estava com bom gosto, elegante e moderno, até demais se calhar para o preço que praticam.

Depois a comida era boa, tudo o que era feito na chapa, levava uma tampa especial para que fosse feito a vapor, coisa que eu ainda não tinha visto fazerem neste tipo de restaurantes. Há também a variedade, muita devo dizer principalmente para a parte da chapa: camarões, cigalas, gambas, amêijoas, tudo de boa qualidade. Havia os bolinhos de amêndoa que eu tanto gosto e para quem realmente aprecia até ostras tinham. Tudo por 15€ por pessoa e 6€ as crianças. O sushi era feito á nossa frente, não é do melhor que já comi mas não compromete. Sem dúvida que quando voltar a Zaragoça tenho que voltar a este restaurante.


Já de noite continuámos pela rua até chegar á impressionante Praça de Nossa Senhora de Pilar.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s