Cabourg – França

27696791354_395f91cb08_h

Quando viajas a Cabourg também viajas no tempo até á Belle Epoque e onde os mais privilegiados passavam o seu Verão entre o luxo dos hotéis, as noites de Casino e claro está passeando o seu glamour pela costa das flores onde se encontra esta pequena cidade balnear. Nós fomos só um dia, suficiente para conhecer a sua essência e não estava um tempo muito favorável para banhos (pelo menos para nós). A melhor memória ficou registada na foto de uma das suas imagens de marca, os toldos de praia.

When you travel to Cabourg you also travel in time to the Belle Epoque and where the most privileged spent their summer between luxury hotels, nights in the casino and strolling their glamor along the coast of flowers where this small seaside town is located. We were only here for one day, enough to see its essence and was not a very favorable time for bathing (at least for us). The best memory was registered in the picture of one of its hallmarks, the beach awnings.

Deixámos o carro numa rua perto da Avenue L’Hippodrome e desde esse ponto fizémos o nosso passeio a pé até chegar a ver o mar. Pelo caminho passámos pela sua avenida mais famosa, La Mer. Grande parte de Cabourg foi construída no final do século XIX e em grande parte a sua arquitetura manteve-se fiel a esse momento da sua história. Chegamos ao Jardín du Casino, rodeado por elegantes casas com traços da arquitetura típica da Normandia com as vigas de madeira exteriores, pelo extraordinário Grand Hotel e pelo o Casino que lhe dá o nome. Entramos na Promenade Marcel Proust, uma das maiores da Europa junto á praia e uma homenagem ao escritor francês que escreveu “Em Busca do Tempo Perdido” que aqui faz todo o sentido. Ao regressar ao carro passámos ainda pela Igreja de St. Michel, pequena mas com o seu encanto.

We left the car in a street near the Avenue L’Hippodrome and from that point we made our walk to get to the sea. Along the way we passed by its most famous boulevard, La Mer. Much of Cabourg was built in the late nineteenth century and much of its architecture has remained true to this moment in its history. We arrived at the Jardin du Casino, surrounded by elegant houses with traces of typical Normandy architecture with exterior wood beams, the extraordinary Grand Hotel and the Casino that gives it its name. We entered the Promenade Marcel Proust, one of Europe’s largest next to the beach and a tribute to the French writer who wrote “In Search of Lost Time” that here makes sense. Returning to the car we passed by the Church of St. Michel, small but with its charm.

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s