Saint-Malo, França

 

28242691782_f6ee1cfdad_h

Durante a nossa estadia na zona da Normandia e Bretanha, demos um saltinho a Saint-Malo que nos tinha sido recomendada. A cidade fortificada ficou famosa pelos seus corsários que atacavam navios inimigos e ficavam com as suas riquezas, alguma faltaram fizeram durante a Segunda Guerra Mundial para protegê-la da invasão alemã e da consequente destruição a que foi submetida por parte dos Aliados para conseguir libertá-la. É só pesquisar no Google para entender esse nível de destruição mas mais importante ainda dar valor á sua reconstrução.

Gelados no Les Delices des Governeur

Primeiro e porque fazia calor, decidimos refrescar com um cremoso gelado de baunilha e morango na loja de Les Delices des Governeur. Tinham outras coisas como crepes e waffles mas a temperatura pedia um bom gelado que fomos comendo enquanto apreciávamos as bonitas ruas da cidade fortificada.

Catedral de S. Vicente

Dedicada ao mesmo S. Vicente que veneramos em Lisboa, foi parcialmente destruída durante a II Guerra Mundial e a sua construção original é do século XII.

Monumento ás Vitimas das Primeira Guerra Mundial

Uma homenagem aos que perderam a vida na primeira Guerra Mundial, os que morreram pela pátria sejam soldados ou vítimas civis.

Praia de Bonsecours

 Uma das principais praias de Saint Malo famosa pela sua piscina em pleno mar construída entre as duas guerras mundiais, na altura que visitámos a maré estava tão cheia que só conseguimos ver as escadas mas nesse local foi construída paara captar mais clientela para a praia que a trocava por outra pelas suas marés.

Petit Bé

O pequeno forte foi construído na ilha com o nome de Bé no século XVII-XVIII, fazia parte de um conjunto de construções utilizadas para defender o porto a cidade contra as invasões dos ingleses e holandeses.

Passeio pelas Muralhas

A principal atração de Saint Malo é sem dúvida as suas muralhas construídas para proteger a cidade e evitar uma invasão no território francês. Delas conseguimos alguns dos seus monumentos mais admirados como o Fort da ilha Petit Bé ou a Maison du Québec em cuja praça está a estátua de Robert Surcouf cuja homenagem pode ser polémica, se por um lado foi um famoso corsário que liderava barcos que transportavam escravos por outro era considerado um herói pelos seus feitos marítimos contra os ingleses.

Esq: Estátua de Robert Surcouf

 

Forte Nacional

Foi o Rei Sol (Luís XIV) que mandou construir este forte onde antes estaria um farol. Durante a ocupação dos alemães era um ponto estratégico importante e foi parcialmente destruído durante os bombardeamentos por parte dos aliados. É possível visitá-lo, dizem que o sinal para o fazer é a bandeira de França hasteada e também ajuda a maré já que só se pode aceder através de um banco de areia.

Castelo da Duquesa Anne

O Palácio Ducal tem construções que datam do século XIV e XV, utilizado nos dias de hoje como a Câmara municipal (Hotel du Ville) tem um bonito pátio que podemos visitar.

Porta de S. Vicente

Uma das portas mais importantes para entrar em Saint Malo foi construída em 1708 e tem dois escudos, o primeiro da cidade e o segundo que representa a Bretanha.

De volta ás Muralhas

Terminámos a visita regressando á parte interior das muralhas, daqui não vemos o mar mas podemos aproveitar para ver o reboliço das ruas de Saint Malo.

Foi um fantástico passeio por Saint Malo que provou ser uma agradável surpresa.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s