Castelo Sforzesco – Milão, Itália

10363475494_821dea5fe2_h
Quando chegámos ao Castelo Sforzesco a chuva e o frio não nos davam tréguas, não foi o momento certo para o conhecer mas tínhamos pouco tempo em Milão e queríamos aproveitar da melhor maneira. O Castelo que vemos actualmente foi construído no lugar de um outro edificado para a familia Visconti que pelo século XV governava a cidade. Mais tarde Francesco Sforza – duque de Milão – mandou construir um palácio renascentista. Para entrar temos que passar pela Torre de Filarete cujo o nome vem do arquitecto que a criou.
 
When we reached the Castello Sforzesco the rain and cold did not give us any truce, it was not the best way to discover it but we had little time in Milan and wanted to make the most of it. The castle we see today was built in the place of another built by the Visconti family who ruled the city in the fifteenth century. Later Francesco Sforza – Duke of Milan – built a Renaissance palace. To go in we have to go through the Filarete tower whose name comes from the architect who created it.

Duas coisas que me impressionaram neste castelo: a primeira foi a construção feita com pequenos tijolos vermelhos e a segunda foram as suas dimensões, que permite que hoje estejam aqui alojados um bom número de museus na sua maioria relacionados com a história da cidade e está também o Museu de Arte Antiga. A entrada para o castelo em si é gratuita mas os museus são de pago.
Como íamos apertados de tempo acabámos por não visitar os museus e optámos por passear pelo Castelo, vimos o Pátio de Armas, o maior de todos e depois passámos junto á Torre de Bona para aceder ao Pátio Ducal e a Cortila della Roccheta. Acabámos a visita do lado oposto á entrada já dentro do Parc Sempione.
 
Two things impressed me in this castle: the first was the construction, made ​​with small red bricks and the second was its dimensions, which allows is to have today housed a good number of museums mostly related to the history of the city and also the Museum of Ancient Art. Entrance to the castle itself is free but the museums are paid. 
As we were pressed for time we ended up not visiting the museums and we opted to tour the castle, we saw the Patio de Armas, the biggest of all and then we spent near the Tower of Bona to access the Ducal Courtyard and Cortila della Roccheta. We ended the visit opposite to the entrance already inside the Parc Sempione. 
Torre di Bona e o Pátio de Armas

 

S. João Nepomuceno

 

 

Cortile delle Roccheta

 

 

 

Website: http://www.milanocastello.it/
Morada: Piazza do Castello (Entrada pela Torre Filarete)
Metro: Cairoli Castello
Entrada livre/Free admission (excepto museus)

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s