BAZAAR – MADRID, ESPANHA

Se pesquisas pelo Bazaar nos vários blogs que nos trazem o melhor de Madrid, todos utilizam as mesmas palavras para o descrever: bom, bonito e barato. Uma combinação a que poucos conseguem chegar simplesmente pelo barato que se muda a caro. Esteve na moda e creio que ainda hoje se mantém cheio pelo facto de que podes comer por 20€-25€ por pessoa com uma entrada, dois pratos e uma sobremesa por exemplo.
If one searches for Bazaar in various blogs that bring us the best of Madrid, all use the same words to describe it: good, nice and cheap. A combination that few can get simply because of the cheaper part that usually changes into expensive. It was once a trendy and I believe remains full because you can eat for 2025€ per person with an entrance, two dishes and a dessert for example.

A sua decoração é cuidada predomina o branco, as estantes como montras de produtos gourmet (e onde podes encontrar garrafas de Água das Pedras) e têm uns confortáveis sofás encostados ás suas grandes janelas. Tem dois pisos, eu recomendaría o primeiro pela luz mas o de baixo é igualmente acolhedor.
A ementa de fusão entre as cozinhas mediterrânea e oriental, que conseguem acertar em algumas receitas e errar fatalmente em outras. Cada um pediu uma entrada, eu escolhi a Salada grega com hummus (muito bom por sinal), couscous e pão de pita que gostei bastante e o marido pediu a mousse de foie com queijo de cabra gratinado. A primeira foi um acerto, a segunda não repetiríamos simplesmente porque se torna muito enjoativo, uma nota positiva para o pão que o acompanha.
Its decor is predominantly white, the shelves like shop Windows of gourmet products (and where you can find bottles of Agua das Pedras) and  theyhave a comfortable sofa abutting its large windows. It has two floors, I recommend the first because it has more light but the lower one is equally welcoming.
The menu is fusion between the Mediterranean and Oriental cuisines that can hit on some recipes and go fatally wrong in others. We each requested an entrance, I chose the Greek salad with hummus (very good by the way), couscous and pita bread that I enjoyed it  a lot and my husband ordered the mousse de foie with goat cheese gratin. The first was a hit, the second would not repeat simply because it becomes too cloying, a positive note for the bread that accompanies it.
 
Os segundos pratos foram uns “pulpitos” encebolados com batatas confitadas e um “canelón de carrillada de ternera” com redução de Pedro Ximénez. Uma vez mais acertámos no primeiro e no segundo nem sei muito bem explicar mas é um prato tão mau que ficas a pensar se o cozinheiro prova o que cozinha. Nada funciona nesse prato, a carne, o crepe e o molho fazem uma sobremesa de tão doce que estava o prato (e não de uma maneira positiva) e não o comemos todo.
No final ficámos com a sensação de que apesar de ser barato, a ementa engana com nomes elaborados para uma qualidade que não chega a fazer com que queiras voltar. Acredito que não fizémos as escolhas mais correctas porque metade de comida estava boa e a outra não, mas para que esteja sempre cheio é porque há pratos “escondidos” na ementa que valem a pena, alguém terá que me dizer quais são para me convencer a voltar.
The second courses were a pulpitos” (small octupus) encebolados with confit potatoes and a “Canelón carrillada of the calfwith Pedro Ximénez reduction. Once again we hit the mark with the first one and second I do not know very well how to explain but it’s a bad dish that you stay wondering if the chef actually tastes his food. Nothing works in this dish, the crepe, the meat, and the sauce make a  dessert because it was to sweet (and not in a positive way) and not eat it all.
In the end we got the feeling that despite being cheap, the menu misleads you with the elaborate names but the quality that does not quite make you wanna go back. I do believe we didn’t made the most correct choices because half the food was good and the other not, but the fact that it is always full must be because there is hidden” dishes on the menu that are worth it, someone will have to tell me which ones to get me back here.

 

 

Nós fomos a um Sábado á abertura: 13h15, não tivémos problema a conseguir mesa mas mais tarde que isso já havia filas até á rua.
We went on a Saturday will open: 13h15, we had no problem getting a table but later it was already queuing up the Street.

 

Morada: Calle de la Libertad nº21
Metro: Chueca

 

 

Anúncios

2 thoughts on “BAZAAR – MADRID, ESPANHA

  1. Por curiosidade, esse foi um dos restaurante onde (meramente por acaso) foi jantar com as primeiras visitas. Embora por motivos diferentes, fiquei com a mesma sensação: bom bonito e barato, a decoração é muito acolhedora (apetece levar tudo para casa) mas os empregados não primavam pela simpatica (nem me deixaram tirar fotos no restaurante…) lembro-me de pedirmos entradas e quase que estavam a fazer um favor.
    Os pratos que escolhemos estavam muito bons por sinal (parece que tivemos sorte!) lembro-me de um “ninho de humos” divinal.
    Pelo que me contaram entretanto (nunca fui averiguar) os cozinheiros são aprendizes de cozinha, daí que a conta fique mais barata 🙂
    Bj!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s