Basílica Santa Maria Novella – Florença, Itália

Regresso aos posts sobre Florença, ainda tenho muito mais que contar sobre esta cidade. Queria muito escrever sobre esta basílica porque foi a minha igreja preferida e mesmo ao editar as fotos tinha os pelos em pé ao reviver a sensação de a ter visitado. O Duomo é fantástico por fora mas Santa Maria Novella não tendo a mesma dimensão e grandeza exterior, esconde no seu interior autênticas riquezas que o interior do Duomo jamais conseguirá alcançar.

I return to the posts about Florence, I still have much more to tell about this city. I really wanted to write about this basilica because it was my favorite church and even as I was editing the potos I was thrilled to relive the feeling of having visited it.
The Duomo is fantastic on outside but Santa Maria Novella although it doesn’t have the same size and grandeur exterior, hides inside  riches that the interior of the Duomo will never be able to achieve.

E melhor foi mesmo a expectativa, íamos sem grandes conhecimentos sobre esta Basílica e tínhamos estado na de Siena que é extraordinária. Contra todas as probabilidades percorri Santa Maria Novella com o entusiasmo de uma criança na Disney. Cada capela com os seus frescos, cada quadro, o altar trabalhado em mármore, o claustro, etc.. Cada um viverá a experiência de a visitar de maneira distinta eu estava a venerá-la.
A nave de estilo gótico está decorada com mármore branco e cinzento, uma das suas peças centrais é o Crucifixo de Giotto que data de 1290.
And even better is the expectation, going without much knowledge about this and we had been at the Basilica of Siena which is extraordinary. Against all odds I wondered through Santa Maria Novella with the enthusiasm of a child at Disney. Each chapel with its frescoes, each frame, the altar worked marble cloister, etc. .. Each one will live this visit experience differently I was worshiping it.
The Gothic nave is decorated with white  and gray marble, one of its centerpieces is the Crucifix of Giotto dating from 1290.
Passando a nave central chegamos ao altar e ás capelas, das quais nem sabes muito bem qual é a mais bonita porque todas têm frescos (alguns em melhor estado que outros) e todos contam uma história que te faz desejar ficar ali o dia inteiro a ler.
Junto ao altar, está a capela de Tornuaboni onde os frescos, um trabalho de Ghirlandaio (mestre de DaVinci), retratam a vida da Virgem Maria e S. João Baptista. São dos melhor conservados da cidade.

De destacar também os frescos das capelas adjacentes, a Capela de Strozzi e da Capela Gaddi que apesar de estarem em pior estado que os demais não deixam de ser relevantes.

Passing the nave we arrive at the altar and the chapels, where one doesn’t even know very well what is the most beautiful because they all have frescoes (some in better condition than others) and all tell a story that makes you want to stay there all day reading it.
At the altar is the chapel of Tornuaboni where we can see the frescoes work of Ghirlandaio (Master DaVinci), depicting the life of the Virgin Mary and S. John the BaptistThey are the best preserved city.
Also noteworthy is the frescoes of the adjacent chapels, the Chapel of the Strozzi and the Chapel Gaddi that despite being in worse condition than others it is still relevant.

8905576494_00972da726_b
Saímos da igreja em direcção ao Claustro pensando que seria o fim da nossa visita e já satisfeitos com o que tínhamos visto mas havia mais. Chamam-lhe o Claustro Verde pelos os frescos criados por Paolo Uccello.
Está também o Claustro dos Mortos onde podemos ver os túmulos de familias nobres e influentes de Florença, muitas são mais recentes e algumas deixaram-nos um nó na garganta porque eram de crianças e decorá-las os seus perfis em mármore.
Na Capela Espanhola encontramos um outro conjunto de frescos igualmente impressionante. Cosimo I pediu a sua construção dedicando-a á mulher, Eleonora de Toledo.
We left the church towards the Cloister thinking that  it would be the end of our visit and already satisfied with what we had seen but there was more. They call it the Green Cloister by the frescoes created by Paolo Uccello.
There is also the Cloister of the Dead where we can see the tombs of nobles and influential families of Florence, many are recent and some have left us a lump in the throat because they were kids and  decorate with their profiles in marble.
In the Spanish Chapel found another set of frescoes equally impressive. Cosimo I had them built dedicating it to his wife, Eleonora of Toledo.

+ Guia de Florença

Anúncios

2 thoughts on “Basílica Santa Maria Novella – Florença, Itália

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s