Puerta del Sol – Madrid, Espanha

4633034094_00e9f051c6_b
Já passei tantas vezes pela mais movimentada praça de Madrid e só hoje lhe dedico um post.
Conhecemo-la num dos seus pontos altos, a “nochevieja” (passagem de ano). A praça enche-se de gente, de música (na altura o grande êxito era o da Madonna – “Hung up”), de luz e de cor. Vendedores chineses e indianos vendem champanhe e a organização dá copos de plástico, dançámos sem tirar os olhos do relógio que está na torre do antigo edificio dos Correios, quando ele nos diz que entrámos num ano novo, a festa continua.
I’ve passed so many times through the busiest square in Madrid and only today I dedicate a post to it.
We first discovered it on one of its high points, the “nochevieja” (New Year). The square is filled with people, music (at the time was the great success of the Madonna – “Hung Up”), light and color. Chinese and Indian vendors sell champagne and the organization gives you plastic cups, we danced without taking our eyes from the clock that is in the tower of the old Post Office building, when it tells us that we have entered a new year, the party continues.

Como local turístico e de grande passagem de gente acaba por ter do melhor e do pior, além de que os últimos acontecimentos de protestos e acampamentos não lhe faz grande justiça.
O pulso da cidade mede-se por esta praça do Sol, se não está sempre cheia algo se passa. Nela está também o quilómetro zero, este é o ponto de partida para saber a distância até outros pontos do país e como se não bastasse, também aqui está o símbolo de Madrid, o urso e medronheiro.
Ao centro, uma estátua equestre do Rei D. Carlos III da dinastia de Bourbon e por toda a praça encontrámos animação. Sejam os homem-estátua, ou as figuras da Disney para cativar os mais pequenos e sacar dos pais alguns euros, os vendedores de balões com o mesmo objectivo ou demonstrações músicais e artísticas.
As a tourist spot and a great passage of people it ends up having the best and the worst, also the  vents of protest camps do not make this square great justice.
The city’s pulse is measured by the Sol, if it’s not always crowded something happens. There also is the kilometer zero, this is the starting point to find the distance to other parts of the country and to top it off, here is also the symbol of Madrid, the bear and strawberry tree.
At the center, an equestrian statue of King Charles III of Bourbon dynasty and across the square we found all sorts of animation. Be the statue man, or Disney figures to captivate little ones and parents withdraw some euros, sellers of balloons with the same objective or music and artistic performances.
No Natal e mesmo com frio, continuamos a ver uma multidão na praça, comprar no El Corte Inglês ali perto era quase uma tradição nesta época e como se não fosse suficiente para atrair pessoas ao local, há também a árvore de Natal, não tão tradicional como se gostaria, com uma estrutura de metal que honestamente pode ser extraordinária de noite com a iluminação, mas durante o dia não tem encanto.
At Christmas and even with the cold, we continue to see a crowd in the square, shopping at El Corte Ingles nearby was almost a tradition at this time and it’s not enough to attract people to the site, there is also a Christmas tree, not so traditional as it would with a metal structure that can honestly be extraordinary night with the lighting, but during the day has no charm.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s