Chinatown – Nova Iorque, EUA

A primeira Chinatown que conheci foi em Londres, creio que já passaram uns vinte anos desde essa visita e tinha muita curiosidade para conhecer a de Nova Iorque. Ao contrário do que me lembrava de Londres, não vi os grandes (e dramáticos) arcos – o paifang – ou as ruas decoradas com os candeeiros vermelhos, a verdade é que Chinatown foi conquistando prédio a prédio Little Italy e o que nos indica que ali chegámos é a caótica disposição dos letreiros em chinês dos vários comércios que ali se instalaram.

 
The first Chinatown I met was in London, I believe it is past twenty years since that visit and I was very curious to discover the one in New York. Contrary to what I remembered of the one in London, I did not see the big (and dramatic) arcs – paifang – or the streets decorated with red lamps, the truth is that Chinatown was winning building to building Little Italy and what tells us that we have reached it is the chaotic arrangement of Chinese signs of the various trades that settled there. 

Uma das suas ruas principais é a Mott Street que foi por onde entrámos no mundo oriental, se vens da Brooklyn Bridge passarás pela estátua de Lin Zexu na praça de Chatham. Zexu foi um governante chinês conhecido pela sua luta contra o comércio de ópio por parte dos ingleses em troca de chá, chegou a escrever uma carta á Rainha Vitória de Inglaterra. Mas há muitas curiosidades e histórias neste bairro, podemos por exemplo encontrar o grande Homer Simpson á porta de uma loja chinesa, ou pasteis de nata ou massagens a partir de dez dólares. As mercearias vendem frutas, ervas, fungos que nunca vi na minha vida e encontramos também várias peixarias. No parque de Colombo encontrámos um simpático grupo musical chinês que estava a praticar algumas músicas dos seu reportório enquanto nas mesas á volta da estátua do Dr. Sun Yat-Sen, grupos de pessoas jogam Xiangqi.
Terminámos a noite no Joe’s Shanghai, a comer uns deliciosos dumplings enquanto partilhavamos mesa com três familias diferentes.

One of its main streets is the Mott that was where we entered this asian world, if you come from the Brooklyn Bridge you will pass by the Lin Zexu statue in Chatham Square. Zexu was a Chinese ruler known for his fight against the opium trade by the British in exchange for tea, even wrote a letter to Queen Victoria of England. But there are many curiosities and stories in this neighborhood, we can for example find the big Homer Simpson at the door of a Chinese store, or custard part (the portuguese one) or a massage starting from ten dollars. Grocery stores selling fruit, herbs, fungi that I never seen in my life and also found several fishmongers. In Colombus park we found a nice Chinese musical group that was practicing some songs from their repertoire while at the tables around the statue of Dr. Sun Yat-Sen, groups of people play Xiangqi.
We ended the night at Joe’s Shanghai, eating some delicious dumplings while we shared the table with three different families.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rua principal: Mott Street
Metro: Canal St. ou Grand Street ou East Broadway

 

 

+ Guia de Nova Iorque

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s