Palácio Real – Aranjuez, Espanha

Estando em Madrid e a 40 minutos de Aranjuez, era inevitável visitar esta cidade classificada Património Mundial da UNESCO.
Confesso que esta nossa primeira visita não foi muito bem planeada em termos de tempo porque sem dúvida que o seria interessante visitar o interior do Palácio e acabámos por ficar mais tempo nos jardins. O sol não sorria e creio que eles ganhariam mais esplendor se assim fosse. De qualquer forma deu para conhecer um pouco mais e desejar uma próxima visita em breve.
Being in Madrid and 40 minutes from Aranjuez, it was inevitable visit this World Heritage city by UNESCO.
I confess that our first visit was not very well planned in terms of time because without a doubt that it would be interesting to visit the interior of the Palace and we ended up staying longer in the gardens. The sun did not smile and I believe that they would gain more splendor if so. Anyway it was enough to know a little more and want a next visit son.

Logo quando paramos o carro apercebemo-nos da dimensão do Palácio Real de Aranjuez, que é sem dúvida a sua principal atracção. A sua construção deve-se ao rei Felipe II, mas não foi no seu reino que se completou o Palácio uma vez que o arquitecto responsável pela mesma morreu antes de a terminar. Vários reis revelaram o seu interesse na construção e ampliação que fazem deste Palácio o que é hoje.
Do lado direito do Palácio vemos a Casa de Oficios y Caballeros, onde se alojava a nobreza quando seguiam os reis até Aranjuez.
As soon as we stopped the car we realized the size of the Royal Palace of Aranjuez, which is undoubtedly the main attraction. Its construction is due to King Philip II, but it wasn’t in his reign that the Palace was completed because the architect responsable for the Project died before finishing. Several kings showed their interest in the construction and expansion that makes this palace what it is today.
On the right we see the Palace House Offices y Caballeros, which housed the nobility when they followed the kings to Aranjuez.

 

Mas antes mesmo de visitar esta zona e pela hora que era fomos comer. Pelo caminho encontrámos uma Praça que numa das extremidades tinha a Igreja de Santo António.
Admito que nem tinha percebido que era uma igreja, não tem o traçado tradicional de uma. Num dos lados da praça está o Jardim de Isabel II e depois caminhámos por uma arcada nas traseiras da Casa dos Oficios para chegar aos jardins do Palácio. Entrámos pelo Jardim del Parterre.
But before we even visit this area and the time it was we went to eat first. Along the way we found a square and in one end there was the Church of St. Anthony.
I admit I had not even realized it was a church, does not have the traditional features of one. On one side of the square is the Garden of Isabel II and then we walked through an archway at the rear of the House of Offices to reach the palace gardens. We entered the Garden del Parterre.

 

Nesta zona do jardim podemos ver o rio Tejo e para além de uma colorida variedade de flores, não faltam as estátuas e as fontes. A primeira que vemos quando entramos é de Hércules e Anteo, mas no centro do Jardim está uma das poucas activas com os vários repuxos de água. Trata-se da Fonte de Ceres.
No centro está a Deusa Ceres que na mitologia grega representava o amor maternal e era também a deusa das plantas, dizem que o termo cereal deriva do seu nome.
In this area of the garden you can see the river and beyond a colorful variety of flowers, there are many statues and fountains. The first that we see going in is of Hercules and Antaeus, but in the center of the garden is one of the few active with several jets of water. This is the Fountain of Ceres.
In the center is the Goddess Ceres in Greek mythology that represents the motherly love and was also the goddess of plants,they say the word cereal derives from her name.

 

Seguimos pelo lado direito onde entramos no Jardim da Isla/Ilha, que ganha este nome por estar rodeado pelo Tejo. A sua dimensão é impressionante e aqui estamos já numa zona com arvoredo mais cerrado, ideal para refrescar suas Altezas Reais.
On the right side where we enter the Garden of Isla / Island, which earns this name by being surrounded by the Tagus. Its size is impressive and here we are now in an area with trees more bushy, ideal for refreshing their Royal Highnesses.
Não faltam as estátuas alusivas á mitologia grega como a de Hércules e Hidra, ou mesmo a fonte de Vénus, na qual a água saía pelo seu cabelo.
Pela sua beleza, imagino que no dia dos Namorados tenha uns quantos visitantes, romance não lhe falta. Depois de andarmos pelo jardim apercebemo-nos que já seria tarde para uma visita ao interior, passámos apenas na Praça de Armas onde vemos a entrada principal do Palácio.
Do not miss the statues allusive to the Greek mythology such as Hercules and Hydra, or even the source of Venus, where the water ran through her hair.
For its beauty, I can imagine that the Valentine day has few visitors, it does not lack romance. Once you walk through the garden we realized it would already be too late for a visit to the interior, we passed by the Plaza de Armas where we see the main entrance of the Palace.

 

 

 

5114991975_2cd600873d_b
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s