Tumbas de Saadi – Marrakech, Marrocos

Uma entrada para visitar as Tumbas da dinastia Saadi custa 10 dirhams (aproximadamente 1€), uma valor que vale a pena pagar e pelo estado de conservação deu-me vontade de dar mais para ajudar. Foram construídas no século XVI e foram recebendo membros desta familia real até ao século XVII altura em que começou a dinastía Alaouite que ainda hoje governa em Marrocos.
Na altura da transição fecharam as tumbas sem nunca as destruir mas também sem qualquer tipo de conservação até que no ano de 1917 foram redescobertas e abertas ao público.
An entry to visit the tombs of Saadi dynasty costs 10 dirhams (about 1 ) a value that is worth paying and it’s condition made ​​me want to give more just to help. Were built in the sixteenth century and was receiving members of the royal family until the seventeenth century when the Alaouite dynasty  began and still rules in Morocco.
At the time of transition closed their graves without ever destroying them but also without any maintenance until the year 1917 they were rediscovered and opened to the public.
Ao entrar do lado esquerdo está o primeiro mausoléo, dividido em duas partes, numa onde entra mais luz e a decoração ainda que elaborada não é igual á principal tem pequenas campas que dizem ser das princesas da dinastia. Para ver a principal e onde está enterrado Mansour tivémos que estar na fila porque é uma zona muito estreita e cabem duas pessoas de cada vez. Vale a pena, é uma sala mais pequena que a anterior mas com uma decoração digna de uma califa, dizem que a inspiração foi a Alhambra de Granada. Ao centro três campas do rei e as restantes pertencem aos seus filhos e sucessores.
No segundo mausoléo podemos contemplar o excelente de trabalho de azulejo que os decoram e á sua volta na zona dos jardins estão cerca de cem campas entre príncipes, princesas e leais servidores da familia real. Um espaço interessante para conhecer a arquitectura da época responsável pela construção de luxuosos palácios e utilizada também para enaltecer os que já não esto entre nós.
Upon entering in the left side is the first mausoleum , divided into two parts, one with more light and the decor is not so elaborated as the main one it has small graves said to be of the princess of the dynasty . To see the main one where Mansour is buried we had to stand in line because it is a very narrow zone and it only fits two people at a time. It is worth the wait, is a smaller room than the previous but with a decor worthy of a Caliph, they say the inspiration was the Alhambra in Granada. At the center three graves, one of the king and the remaining belong to his sons and successors.In the second mausoleum one can contemplate the excellent work that decorate the tile and around the area of the gardens there are about a hundred graves of princes, princesses and loyal servants of the royal family. An interesting space to know the architecture of the time in charge of building luxurious palaces and also used to praise those who no longer are among us.

 

 

 

 

 

+ Guia de Marrakech

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s